Os franceses nas ciências sociais brasileiras

Trecho do artigo de Fernanda Massi ” Franceses e Norte-americanos nas ciências sociais brasileiras 1930-1960″, in “História das ciências sociais no Brasil”, volume 1, 1989.

Trata-se dos franceses das missões universitárias, dos percursos e motivações  destes professores que vieram no Brasil. Mostra que para eles o Brasil representava uma “nova via”, pois era longe do contexto francês da sociologia “durkheimiana” e significava também um campo desconhecido e inexplorado de pesquisa, oferecendo-lhes  uma especialização temática.

Veja mais

Anúncios

Mestres importados

Texto de Cecilia Prada que relata os elementos da cultura francesa  que chegaram no Brasil.

“Este 2005, que é “o ano do Brasil na França” e vem sendo marcado por um sem-número de eventos oficiais que se propõem aprofundar o relacionamento entre as duas culturas, nos dá ensejo para refletir também sobre um certo nacionalismo bastante simplório que anda nos rondando – em nome de uma “cultura popular”, ele tem atacado o que seriam “vestígios de cultura elitista” e proposto medidas “saneadoras” que, felizmente, não pegaram. ” Veja mais

Les professeurs français des missions universitaires au Brésil (1934-1944) [em francês]

Ces dernières années ont été, dans le domaine de la recherche en
sciences sociales, très riches en travaux et publications concemant les échanges culturels entre la France et le Brésil. L’étude des relations universitaires entre les deux pays y occupe une place privilégiée et l’on s’est particulièrement intéressé aux missions françaises d’enseignement qui ont été réalisées dans les universités brésiliennes à partir des années 30…  Veja mais

Fernando Novais: Braudel e a ” missão francesa”

Entrevista com Fernando Novais, sobre a importância da miisão francesa na fundação da USP, e sobre tudo a influencia do historiador Fernand Braudel.

“Fernando Novais — Foi decisiva a participação da chamada missão francesa no Brasil, que veio quando da fundação da USP. A palavra missão, que era oficial, é muito significativa. A primeira missão francesa que chegou ao Brasil foi a artística, com Dom João VI. A segunda, na Primeira República, tinha como objetivo instruir os oficiais do Exército. A terceira foi a dos docentes que vieram auxiliar na estruturação da USP e da Faculdade de Filosofia. A palavra missão, evidentemente, mostra que éramos vistos como uma terra de índios que deviam ser catequizados. Não há outra explicação.”

Veja mais…