Georges-Pierre Seurat

Georges-Pierre Seurat (Paris, 2 de dezembro de 1859 – Gravelines, 29 de março de 1891) foi um pintor francês e pioneiro do movimento pontilhista, também chamado divisionismo.
Nascido em um meio burguês; seu pai, um funcionário público, era um homem solitário e esta característica seria herdada por Seurat. Em 1877, ingressou na Escola Superior de Belas-Artes de Paris, onde visitaria frequentemente o Museu do Louvre, seria aluno de um discípulo de Jean-Auguste-Dominique Ingres e sofreria fortes influências de Rembrandt e de Francisco Goya, e de Puvis de Chavannes. Seus estudos seriam interrompidos por um ano por motivos de serviço militar na base de Brest — uma cidade do oeste francês — onde fez numerosos esboços de barcos, de praias e do mar.
De volta a Paris, em 1880, Seurat se torna Mestre, inspirado pela obra de MichelEugène Chevreul: A lei do contraste simultâneo das cores (1839).A técnica do pontilhismo utilizada por Seurat deu origem ao neo-impressionismo e foi extensivamente utilizada na arte do século XX. Pode-se dizer que a teoria pontilhista foi precursora da televisão e da imagem digital.
Tal como Mondrian e Leonardo da Vinci, Seurat também recorreu à técnica da simetria dinâmica usando rectângulos de ouro nas suas pinturas.

Anúncios

Comentários desativados.

%d blogueiros gostam disto: