Roger Bastide : “Brasil, terra de contrastes” – extratos

Tarsila do Amaral : Operários

O livro “Brasil, terra de contrastes” é com certeza o livro no qual Bastide exprime o mais suas impressoes sobre o Brasil; eu coloquei nesse post alguns extratos  que me pareceram relevantes, mas vale a pena de procurar-se o texto inteiro.

“Brasil, terra de contastes… contrastes geográficas, contrastes econômicos, contrastes sociais. País que sozinho é tão grande quanto tôda a Europa, excetuando-se a URSS, alonga-se desde a floresta Amazônica até os pampas do Uruguai, alternando planicies, montanhas e altiplanos, plantações e pastagens, clima temperado sucedendo ao clima tropical : a Amazônia líquida, em que terra é água, rio e floresta fundem-se numa imensa sinfonia verde , o poligono das sêcas, de solo calcinado pelo sol, eriçado de cactos, o gado mugindo a pedir chuva, o litoral dos canaviais, velhos engenhos adormecidos, negros dançando ao luar junto de igrejas barrôcas : terra gaúcha de capinzais cobrindo vastas extensões, homens-centauros guardando as fronteiras do sul …

Todavia, malgrado as oposições, o viajante percorre enormes distâncias sem que o paisagem se modifique, dando a impressão de uma natureza sempre igual a si mesma. É preciso viajar centenas de quilômetros de avião para passar de uma para outra dessas províncias. Monotonia nos contrastes. Uniformidade nas oposições… Leia mais

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. marcelobcaetano
    jun 27, 2010 @ 00:18:55

    Ontem, ao ler estes excertos, vejo algumas coisas bem interessantes para nossa reflexão:
    – as dimensões e diversidade do Brasil percebidas pelo estrangeiro
    – a diferença entre mistura cultural e especialização profissional. Apesar de estar bem enfraquecido hoje, ainda temos alguns clichês profissionais: japoneses nas exatas, sírios e libaneses no comércio, portugueses a frente das padarias…
    – a divisão racial brasileira – preconceito
    bom para pensar

%d blogueiros gostam disto: