Levi-Strauss : “Saudades de São Paulo” – extratos

Em Saudades de São Paulo , Claude Levi-Strauss descreve a paisagem que ele encontrou, fascinado, entre 1935 e 1937, quando veio trabalhar na Universidade de São Paulo. Sessenta anos mais tarde, ciente de que uma cidade é “como um texto que, para compreender, é preciso saber ler e analisar”, o antropólogo escreveu um depoimento memorável em que revisita essas imagens.

“Como distinguir hoje o que provinha, quando cheguei ao Brasil, aos 27 anos, de um ardor ainda juvenil ou das circunstancias tão novas em que me vi colocado? Meus colegas da missão universitária francesa e eu éramos, quase todos, pequenos professores em liceus de província cujo desejo de evasão, cujo gosto pela pesquisa haviam chamado a atenção de Georges Dumas. Após termos vivido em alojamentos muito modestos, nos instalávamos em vastas casas particulares com jardim nas quais nossas esposas seriam servidas por domesticas. » Leia mais

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. marcelobcaetano
    jun 27, 2010 @ 00:09:27

    Acho que os dois últimos extratos tem mais relação com a idéia de impressão que a gente pretende trabalhar no filme. Os dois primeiros são curiosos, mas dizem muito respeito a história da USP, algo que a gente pode escapar um pouco na roteirização

%d blogueiros gostam disto: