Stela Campos

Nos anos 90, Stela integrou o cultuado projeto de um disco só Funziona Senza Vapore, formado por exintegrantes do Fellini. Paralelamente, esteve à frente da guitar band Lara Hanouska, reformada em Recife nos primeiros dias do mangue beat. Durante a longa estadia na cidade, colaborou com os principais nomes da cena, participando, entre outros projetos, da antológica trilha do longa-metragem “Baile Perfumado”. Seus três primeiros álbuns solos, Céu de Brigadeiro (1999), Fim de Semana (2002) e Hotel Continental (2005), foram aclamados pela crítica nacional.
(…)
Mustang Bar é o quarto álbum de Stela Campos, trabalho mais visceral e abrasivo de sua carreira. O foco do álbum está nas guitarras, na tensão rítmica, não necessariamente dançante ou pesada. Transita entre o rock sessentista, o pop francês, o krautrock, o pós-punk e o tropicalismo dos Mutantes.

Destaque para a canção Le Captaine: finalizada no primeiro dia de estúdio, esta faixa recupera 80% da minha demo caseira, que já era esse mix esquisito de Ladytron lo-fi e pop francês. Fiz a letra sob a fundamental supervisão da franco-canadense Isabelle Decarie, que, para minha sorte, é uma pesquisadora-expert em literatura francesa.

Leia mais no press-kit do disco e não deixe de visitar o myspace de Stela Campos.

Anúncios

Comentários desativados.

%d blogueiros gostam disto: