Raul do Valle | Música eletroacústica

Natural de Leme (SP), 1936, estudou com Camargo Guarnieri e diplomou-se em sua classe de Composição e Regência no Conservatório Musical de Santos, em 1973. Foi contratado como professor da UNICAMP em março de 1974. Viajou no mesmo ano para a Europa, onde estudou com Nadia Boulanger (Paris) e Alberto Ginastera (Genebra). A partir de 1976 passou a residir em Paris onde estudou com Oliver Messiaen, Pierre Boulez e Iannis Xenakis. Participou de Ateliers de Criação com John Cage, Andre Boucourechliev, Andrey Eschpay, Ton de Leeuw e outros.

Especializou-se em Música Eletroacústica no Groupe de Recherches Musicales – GRM, com Guy Reibel e Pierre Schaeffer – 1976/78. Sua produção inclui várias obras sinfônicas, de câmara e eletroacústicas, além de músicas para filmes (curtas e longas metragens), vídeos, teatro, dança e espetáculos multimídia. Sua obra “Estrias IV”, para cello, representou o Brasil na 26º Tribuna Internacional dos Compositores – UNESCO – 1979, e foi destaque na TRIMALCA (Tribuna Internacional de Composição para América Latina e Caribe) – UNESCO / São Paulo – 1980. “Encadeamento” para cinco contrabaixos, representou o Brasil na 28ª Tribuna Internacional dos Compositores – UNESCO / Paris – 1981. Entre seus prêmios destacam-se Prix du Public e Prix de la Critique, do Centro Internacional de Percussão, em Genebra, 1975, com a obra “Cambiantes”; Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) – 1980, com “Contextur”a-Melhor Obra Sinfônica; Prêmio APCA – 1984, com “…Os Ventos Quentes” – Melhor Obra Experimental. Prêmio Candango no “XVII Festival de Brasília do Cinema Brasileiro”- Filme de Curta Metragem “O Incrível Senhor Blois”- 1981 – Melhor Trilha Sonora.

Leia mais aqui.

Anúncios

Comentários desativados.

%d blogueiros gostam disto: